Páginas

quarta-feira, maio 12, 2010

Parágrafos...

E só de pensar o coração parava. Parava sim, senhor! Era tomado por uma força tão intrigantemente amistosa e desesperadora que criava uma antítese... Dessas que dá gosto de desvendar, de se afundar, recriar. Viver enquanto se sonha... A mais bela harmonia faz coro aos meus desejos antes de dormir... E todas as vezes que eu fecho os olhos, é você que me vem, doce e intrigante, como aquela tarde em que planejamos a eternidade, aquele momento em que o que era tão improvável passara a ser minha realidade. E o que será daqui a duas horas eu já nem sei mais... Vivo do aroma que se instalara em mim, daquela voz se declarando, estarrecido com a discrepância que a vida forma, que a vida nos toma. Mas não te vejo partir, te vejo chegar para o almoço como em todos os dias, com meu semblante de saudade no aguardo, com meus mistérios prontos para serem revelados, um a um, lentamente, discretamente... Irrevogavelmente.

Faça-se mar do que outrora fora apenas gargalhadas em meio a olhos marejados, marejados dessa alegria que me toma e eu nem sei explicar de onde vem, como se transmuta e me envolve, me faz som, me faz estação. E os desacordos de ainda pouco vão além, somem, se perdem em meio a um vendaval de novas sensações, futuras percepções. E no momento que você me tocou, eu soube, soube sim, soube imediatamente... E esse imediato nos indica o epicentro, drasticamente mágico. E enquanto eu desenho esses passos recém-estruturados eu me deparo com o céu, me deparo com as cores e até mesmo alguns sabores, como o da sua boca que me chama e me espera... Como o sabor do seu abraço, que me envolve, que me reintegra e me faz querer mais, me faz querer cada parte de você para mim, em mim. Me faz querer continuar a escrever os parágrafos dessa história que promete não ter fim.

5 comentários:

  1. Incrível. Muito bom ler suas páginas. =)
    Me visita qualquer hora!


    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Como eu sempre pergunto eu-lirico ?
    Mesmo que não seja a pra quem tem o dom de escrever há inspiraçoes em lugares mais inusitados ,inesperados ,enfim...

    Belo ,bela!

    Beijos

    ResponderExcluir

Vivendo o Óbvio Utópico...