Páginas

quarta-feira, maio 05, 2010

Apenas o tempo

E tão somente os dias poderiam vir trazer palavras como aquelas,
Apenas os sorrisos, ainda não revelados, poderiam aumentar sua magia
Através de cada semana, mês ou tempo enfim, chegaria uma nova descoberta
E tentar prever  era uma faca de dois gumes, poderia destruir e poderia enobrecer
E cada música sussurrada lembrava aquele momento
Aquele, em que você era eu e eu passei a ser você.
E nesse groove passamos a sorrir numa calorosa música não ensaiada
E era a dança que levava meus pés, que já nem sabiam mais por onde andar
Que não sabiam mais o que querer, o que desejar, eles queriam ir em frente
E deixar amar... Deixar sentir, deixar viver... E deixar o tempo vir e dizer.
E era o tempo e nada mais, apenas o tempo

7 comentários:

  1. Que bello es leerte de nuevo.. me quedo descubriendo lo pedido por mi ausencia..

    Un abrazo
    Saludos fraternos de siempre..

    ResponderExcluir
  2. Mas escreve mal essa menina, hein?
    Pelo amor de deus! Haha

    Muito bom! Mais uma vez, parabéns ;D

    ResponderExcluir
  3. Oi Nathi,

    Que tempo bom esse..., heim...?!

    Beijos,

    PS: Vou falar de novo, seu blog é muito bonito e você escreve mesmo, muito bem. Parabéns!!

    ResponderExcluir
  4. lindo, como sempre!
    dá uma bisolhada nos meus estúpidos gritos: http://estupidogrito.blogspot.com/

    beijos!
    ps.: tô te seguindo no twitter tb!

    ResponderExcluir
  5. E o tempo novamente.. Envolvente o texto
    ;D

    ResponderExcluir
  6. Que o tempo traga respostas às perguntas que levamos na alma.

    ResponderExcluir
  7. tu escreve muito bem guria, arrazou!

    ResponderExcluir

Vivendo o Óbvio Utópico...