Páginas

sexta-feira, dezembro 11, 2009

Microconto #1

Ele pegou sua mão e a fez percorrer cada microporo de sua pele.
Assustada, ela recuou.
Ele a respondeu com um abraço capaz de mostrá-la cada centímetro de seu corpo.
Ela acha que foi apenas mais um fruto de sua imaginação.

7 comentários:

  1. Micro contos? Talvez o conto seja micro, mas nunca a consequência de um abraço destes, e nem resta nada de micro ao que leio nas entrelinhas, ao pensamento meio poético meio sacana que teu texto me remete!

    Um abraço (um tanto mais comportado do que o do texto)

    Rafa Feck

    ResponderExcluir
  2. o que antes era "romance"...agora é "rapidinha".

    ResponderExcluir
  3. "e nem resta nada de micro ao que leio nas entrelinhas".

    Olha, ele disse tudo! Sem tirar nem pôr.

    ResponderExcluir
  4. =) De micro eu entendo hehehe sou com certeza seu micro mini-amigo ehhehe e olha, pequeno, micro ou curtinho... este conto não tem nada de pequeno em intensidade ein! Amei!

    ResponderExcluir
  5. Imaginação, ou não?
    Eis a questão.

    -
    As rimas me fizeram refém, hoje.
    Desculpas ):
    _

    Ficou foi lindo, Nati.
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. micro,..mas imenso de outra forma!

    ResponderExcluir

Vivendo o Óbvio Utópico...